segunda-feira, 23 de junho de 2008

Ponto Final.

Dias atrás comecei a sentir um pouco de dor de cabeça, algo estranho e atípico para mim. Desconfiei que fosse devido ao estresse por trabalhar em um ambiente relativamente barulhento.

Como estava me preparando para ir a São Paulo e necessitava de um livro para me entreter durante a longa viagem, lembrei-me de um que tinha dado ao meu pai, num Natal, de autoria do Dr. Iván Izquierdo. Se não me falhava a memória, o título era "Silêncio, por favor", assunto que viria extremamente bem a calhar para mim.

Procurei na biblioteca, e nada. No quarto do pai, e também nada. Perguntei para ele: não lembrava onde poderia estar. Perguntei para a mãe: também não tinha idéia onde poderia encontrá-lo. Quando eu já estava quase desistindo, ela me trouxe outro livro: "por que tu não lê este?"

Não é que minha memória falhara! O livro que mamãe me trouxe era "Questões sobre memória", também do Dr. Izquierdo. Acontece que este era justamente o livro com o qual eu presenteara meu pais tempos atrás, e por um lapso de memória, confundi com outro do mesmo autor.

Terminei-o ontem, quando o Ouro e Prata recém saíra de Guarani, quase chegando em casa.
Related Posts with Thumbnails