segunda-feira, 27 de abril de 2009

Ponto Final.

Eis um livro que me surpreendeu: Uma História que não é Contada, de Felipe Aquino, membro da Comunidade Canção Nova, onde ele relata, ao contrário do que tanto se apregoa por aí, a importância crucial da Igreja no desenvolvimento civilização moderna.


O autor cita inúmeros exemplos de inúmeras atividades que, graças ao trabalho da Igreja e de seus filhos, sobreviveram ao século, floresceram ou se desenvolveram, tais como agricultura, arquitetura, música, canto, pintura, escultura, alfabetização, ensino superior (universidades), preservação da cultura greco-romana, filosofia, comércio, livre mercado, astronomia, matemática, física, sismologia, genética, vitivinicultura (o que ADHD já antecipara aqui), direito, assitência hospitalar, relações de trabalho, geometria, industrialização, mineração, fabriação de queijos, irrigação, trabalho com vidro e cerâmica, zoologia, botânica, fabricação de relógios, metalurgia, óptica, geologia, meteorologia (ufa), estudo de línguas, etc.

Mas é uma pena que a sociedade de hoje prefere supervalorizar os erros de alguns filhos da Igreja, ignorando seu imenso e positivo legado nestes dois mil anos.
Related Posts with Thumbnails