segunda-feira, 13 de abril de 2009

Um carro bom.

Se eu fosse escolher um carro, o que eu levaria em consideração?

Bagagem: um dos primeiros ítens que eu iria avaliar seria o porta malas: não quero me privar de carregar o que eu quero. Não precisa ser uma wagon, mas um sedã com um porta malas generoso, que permita, além das bagagens, carregar algumas caixas de vinho numa viagem a Posadas, isto é fundamental.

Consumo de combustível: ponto fundamental para quem gosta de pegar a estrada, ainda mais com o preço absurdo dos combustíveis (afinal, as obras do PAC precisam ser financiadas). Carro meu tem que ser econômico.

Discrição: nada de carros chamativos. Não quero ostentar o que não tenho, ou o que não gostaria que os outros soubessem que eu tenho.

Preço: minha situação não permitiria gastos elevados com um carro, logo, o preço dele é fator determinante.

Básico: acho que nem preciso dizer que ar-condicionado é condição sine qua non.

Há muitos carros bons no mercado e que se enquadram nos requisitos acima. Mas um que me chamou a atenção foi o novo Voyagem. Um carro que me agrada, sem dúvidas.



Related Posts with Thumbnails