sábado, 31 de janeiro de 2009

10 coisas para se fazer ao invés de olhar um filme.

Teve uma época que eu sabia muito de cinema. Para vocês quatro terem uma idéia, dos cinco indicados para o Oscar 2000 eu tinha visto quatro deles antes da entrega do prêmio, a saber: o vencedor Beleza Americana, A Espera de um Milagre, O Informante (quase me fez perder o ônibus para Cerro Largo), e O Sexto Sentido. Apenas um tal de Regras da Vida que passou em branco.
Eram outros tempos, eu morava em Porto Alegre, a poucos metros do Cinemark do Bourbon Ipiranga. Mas antes eu já tinha uma boa bagagem de locadoras de VHS.
Mas tudo se perdeu...
Há poucos dias foram divulgados os indicados para o Oscar 2009 (os meus amigos blogueiros Marcus e Guilherme já se pronunciaram sobre o assunto) e... pasmem... não tinha ouvido nem falar de NENHUM dos que concorrem à melhor filme (O Curioso Caso de Benjamin Button, Frost/Nixon, O Leitor, Milk - A Voz da Igualdade, Quem Quer ser um Milionário?).
Serei eu um alienado?
Olha, sinceramente eu não me considero um alienado, muito pelo contrário, apenas abri mão do cinema. Não que eu considere a Sétima Arte como algo ruim ou de menor importância, não é bem assim, apenas não consigo encontrar tempo para assistir filme em meio a minha vida atribulada, seja pela TV (isso que tenho Sky em casa), seja pelo cinema (quando estou em Porto Alegre).
Mas dirão os liberais: "o tempo é a pessoa quem faz".
Eu até concordo. Tanto é que preencho meu tempo com aquilo do qual eu gosto ou preciso. Tanto que resolvi elaborar uma pequena lista de coisas que eu prefiro fazer ao invés de assistir algum filme.
Ela não foi feita com nenhuma ordem de importância e foi levado em consideração que um filme dura em média 2 horas, ou 120 minutos.
1-Dormir: eu consigo dormir, em média, 6 horas por noite. Imaginem se tivesse mais duas horinhas de sono. Que maravilha...
2-Ler um livro: é claro que dificilmente se poderá ler um livro em sua totalidade em apenas 120 minutos, mas muitas páginas podem ser lidas neste período. Digo isso por estar sendo muito relapso em minhas leituras, isso tendo mais de 15 livros na minha biblioteca para serem lidos, e esta lista não para de aumentar.
3-Estudar: dizia um professor de patologia: "existem dois tipos de patologistas: os que acham que sabem patologia e os que admitem que não sabem patologia". E penso que isso vale para todas as atividades, assim como na minha odontologia. E quanto mais eu estudo, mais eu vejo que têm coisas para ser estudadas e aprendidas. E essas duas horas fazem muita falta.
4-Tomar uma, ou melhor, duas cervejas: só pra deixar bem claro, quando eu falo em cerveja aqui no ADHD Controlado não me refiro àquela garrafa que tu pega na gôndola do supermercado, joga no freezer e consome "estupidamente gelada", mas sim ao fermentado de cevada, temperado com lúpulo, que o cara escolhe na adega, de acordo com o tempo e o ânimo, deixa na temperatura adequada, escolhe o copo correto, abre, degusta, aprecia os aromas, os sabores, o malte, o lúpulo, o fermento, e todas a nuances. Tudo isso bem acomodado, em uma poltrona ou algum lugar tão confortável, sem televisão, jornal, livro, computador ou barulho para disputar a atenção, apenas o prazer da bebida. Acho que o intervalo de duas horas pode bem ser utilizado para tomar duas cervejas.
5-Cozinhar: agora dirão os entendidos, com pedras nas mãos: "mas duas horas é pouco para se preparar um prato decente". Concordo em termos. Mas pô, são duas horas, dá pra preparar um bom molho, um bom nhoque, um caldo...
6-Escrever: quando voltei de férias, propus-me a escrever mais, tanto aqui quanto , mas janeiro foi o mês com menos textos aqui no blog. E em 120 minutos, dependendo da inspiração, posso escrever muita coisa interessante, aproveitando a lista de assunto que tenho pra tratar. É só uma questão de trabalho. E como diria o Charles Kiefer, "sempre que a inspiração me bate à porta, encontra-me escrevendo".
7-Futebol: 120 minutos? Não é o tempo de de uma partida de futebol com seu intervalo? E querem algo mais intrigante, com mais suspense e desfecho inusitado do que um jogo de futebol. Um dos meus objetivos de vida é ver mais jogos, queira Deus que um dia eu consiga.
8-Caminhar: talvez não seja o caso de todos, mas pra quem fica o dia inteiro sentado, como faz falta um período de exercício e atividade física. Um momento para alongamento e caminhada, pedalada, natação, seja lá qual for o esporte, isso faz muita falta.
9-Conversar: seja ao vivo, seja virtualmente, como é bom estabelecer um contato com outar pessoas, ouvir novas idéias e pensamentos. Por isso que eu acho fantástica a idéia de Paul Harris ao fundar o Rotary: colocar num mesmo local um advogado, dentista, engenheiro, comerciante, agrônomo, etc, pessoal com idéias e formações diferentes, proporcionando um apreendizado mútuo incrível. Por isso que umas das poucas coisas que me faz sair de casa à noite é uma reunião do Rotary.
10-Nada: puxa vida, coisa bem boa ficar no ócio, sem fazer nada, apenas contemplando, sabe-se lá o quê. Acho que nem sei mais o que é isso, de tanto tempo que não tenho esse prazer.
Related Posts with Thumbnails